UM ROMANCE REAL


Nunca cheguei a acreditar em conto de fadas e em finais felizes, acho que nunca pensei em finais, mas sabe aquelas cenas clichês de filmes românticos? Eu queria aquilo pra mim, queria alguém que fosse atrás de mim depois de uma discursão, alguém que me fizesse acreditar em um nós, queria beijo na chuva. E foi aí que veio você.

Você chegou no momento em que eu estava decidida a não me apaixonar mais, a me conformar que não existia um plural pra mim. Chegou e, pois em duvidas todas as minhas certezas, me trouxe a paz e ao mesmo tempo uma total confusão, estar com você sempre foi um risco que eu passei a correr e querer.

Há momentos na vida que tenho a certeza que você chegou pra me fazer acreditar que tudo é possível. Você sempre me proporciona momentos maravilhosos e sempre me tira do sério, parece meu ponto de equilíbrio, um lugar para me abrigar quando o mundo estiver cobrando demais de mim e também para quando tudo estiver na mais perfeita ordem. Talvez você seja, não sei, a minha (des)ordem.

Você não trouxe só um beijo na chuva, trouxe uma completa tempestade, às vezes calma, às vezes agitada, mas sempre presente.

Continuo não pensando em finais, acredito que além de beijo na chuva e andar de mãos dadas, muito clichê pode ainda estar por vir. Mas, nada de conto de fadas, quero um romance real, que me renda mais algumas páginas de um caderno antigo, ou quem sabe até um livro, algumas noites de insônia pois nem tudo é perfeito, mas principalmente, que nos renda boas risadas, sorrisos e histórias pra contar. Que não nos renda mais partidas e difíceis despedidas, mas se for, que também venham chegadas  e visitas inesperadas, tipo cenas de final de filme, sabe?

Que, se for pra partir, que ache o caminho de volta, ou se puder, leve-me com você.

2 comentários:

Tecnologia do Blogger.